Conecte-se Conosco

Destaques

Deputado apresenta, em bloco, três projetos eficientes para controle da segurança nas escolas

LUIS VILELA

Publicado

em

“Precisamos garantir a segurança nas escolas de Mato Grosso do Sul”. Esta afirmação do deputado João Henrique (PL) vem desde o seu primeiro mandato, iniciado em 2019, quando apresentou dois projetos de lei – essenciais neste setor – mas que foram arquivados por orientação do governo na legislatura anterior.

“Me pergunto onde é que nós falhamos como sociedade quando a gente admite cuidar mais dos cofres que guardam dinheiro no banco do que cuidar de nossas crianças? Dinheiro é papel! Estamos protegendo mais os símbolos do que a vida de nossas crianças. Por que um maníaco desses, um psicopata não surta e nem invade a Casa Militar, o Comando Geral da PM de Mato Grosso do Sul, a sede do Bope ou os clubes de tiro daqui? Onde é que a concepção de que 24 deputados são mais importantes para a sociedade do que a preservação da vida de nossas crianças? Onde é que a gente falhou, dentro da Assembleia Legislativa, no mandato em 2019, quando propusemos projetos pensando que isso pudesse acontecer mas os dois projetos foram arquivados?”

Hoje (11.04), certo de que este é um investimento do qual o Estado não pode abrir mão, o deputado protocolou e apresentou à mesa da Assembleia Legislativa de MS três projetos que, juntos, complementam medidas que visam promover o controle e a segurança nas escolas.

O primeiro projeto de lei apresentado refere-se à instalação de detectores de metais nos acessos aos estabelecimentos de ensino fundamental, médio e superior da rede pública de ensino. O ingresso de toda e qualquer pessoa, sem exceção, em estabelecimento de ensino fundamental, médio e superior da rede pública de ensino está condicionado à passagem por um detector de metais e da inspeção visual de seus pertences, quando identificada alguma irregularidade.

Publicidade

O segundo projeto, reapresentado, determina a instalação de sistema de segurança baseado em monitoramento por meio de câmeras de vídeo nas escolas públicas estaduais, com o intuito de prevenir e apurar a autoria de atos criminosos ou nocivos à segurança da comunidade escolar e à preservação do patrimônio da escola. As imagens capturadas pelo sistema de câmeras deverão ser ininterruptamente gravadas e armazenadas por período não inferior a 180 dias.

O último projeto de lei, igualmente reapresentado, por João Henrique quer obrigar o Estado a adquirir armas não letais para cessão, armazenamento e utilização por funcionários das escolas, devidamente treinados e habilitados, obedecendo à legislação vigente. As escolas deverão mostrar o interesse por meio da reunião da Associação de Pais e Mestres (APM) e a partir disso o Estado deverá então fornecer as armas não letais, cofre e treinamento para manutenção dos equipamentos.

“Se estes nossos projetos tivessem sido implementados onde aconteceu o massacre, talvez tivéssemos uma criança levemente machucada ou nenhuma – e não 4 mortes e outras feridas gravemente”, enfatiza João Henrique. Para o deputado, é preciso tratar deste assunto sem perfil político de esquerda, direita ou de centro. “A gente só quer ver nossas crianças seguras e estes bandidos só vão respeitar o dia em que tiver a força dentro da escola para contê-los”.

O deputado reforça que esta apresentação de projetos em bloco à Casa de Leis é na condição de integração ao Governo, às famílias, à sociedade, à polícia, às forças de segurança, à educação. “Estes projetos são uma forma de contenção, de prevenção e também um recado que estamos enviando à bandidagem. Não podemos continuar com a sociedade acovardada pela marginalidade, como ovelhas esperando o abate. E quando a gente demonstra, estatisticamente, que a aplicação de uma política de segurança ostensiva, inclusive armamentista – letais ou não –, quando devidamente treinadas as pessoas serviriam para conter o dano, como por exemplo as armas de choque”.

O atual governador do Estado anunciou que vai aumentar o número de câmeras de vídeo nas escolas, mas em 2019 o deputado João Henrique propôs este projeto tornando obrigatório no orçamento seguinte a colocação em todos os estabelecimentos de ensino do Estado. A julgar pelos R$ R$ 17,144 milhões gastos na gestão anterior com a terceirização da segurança nas escolas de apenas sete municípios de Mato Grosso do Sul, num único contrato, conclui-se que orçamento para a instalação de câmeras de vídeo não deve faltar. “É preciso eleger isso como política pública! Vamos aproveitar agora a teoria dos múltiplos fluxos, que cria a implementação, a avaliação da segurança pública das crianças neste momento. É o que a sociedade quer, os pais de escolas públicas e particulares estão com medo”.

Publicidade

Segundo o deputado, os pais de crianças em escolas particulares vão exigir por meio do pagamento das mensalidades, da suspensão de matrículas que os filhos deles estejam seguros! “Mas nas escolas e creches públicas as pessoas vulneráveis só têm como exigir de 4 em 4 anos, trocando os seus representantes – o governador e os deputados que estão aqui”.

Ao longo do último ano, a frequência de ataques a escolas cresceu no Brasil, com 5 ataques fatais registrados desde setembro de 2022 até abril de 2023. Considerando os casos dos últimos 12 anos, pelo menos 37 pessoas morreram em atentados em instituições brasileiras. Foram 11 atentados realizados desde 2011 em unidades de ensino em todo o país, sendo o massacre de Realengo (RJ) o mais fatal, com 12 mortes.

“Meu desejo é que o psicopata, o marginal, o serial killer que adentrar uma escola saia de lá deitado igual a uma peneira, furado ou eletrocutado, e não nossas crianças”.

 

 

Publicidade

 

 

 

Publicidade

Deixe o Seu Comentário

Luís Vilela é jornalista formado pela UNIDERP Campo Grande (MS), atual em veículos de imprensa como Jornal O Estado de MS, rádio CBN Campo Grande, Jornal Tribuna Livre, Rádio Difusora e Rádio VALE FM. Vencedor de premios de Jornalismo FAMASUL e OCB/MS.

Cidade

Escola de inglês abre matrículas para segundo semestre de 2024 para todas as idades

LUIS VILELA

Publicado

em

Em um mundo em que o inglês é essencial para fazer diferença no mercado de trabalho, o CNA Paranaíba oferece descontos no curso de inglês para crianças a partir de 5 anos e adultos. São mais de 50 anos sendo referência no ensino de inglês e espanhol com aproximadamente 700 unidades em todo o país. Em Paranaíba a escola atua há 3 anos levando métodos inovadores na

O CNA Inglês Definitivo é uma das redes mais premiadas do país oferecendo renomadas Certificações Internacionais, como Cambridge e SIELE, que atestam o conhecimento dos alunos e parcerias de peso como a Disney (nos livros infantis) e o British Council (na aplicação do Exame IELTS).

Aprendendo de um jeito diferente

Seguindo a filosofia de que “todo mundo pode aprender um novo idioma e construir uma história de sucesso”, o CNA acumula milhares de alunos em todo o país. A experiência em ser aluno no CNA começa desde as instalações modernas, professores altamente treinados até o método de ensino exclusivo.

Publicidade

Crianças, adolescentes e adultos 

O método de ensino oferecido atende a todas as idades. Com aulas presenciais, online e híbridas, o aluno terá à sua disposição uma série de ferramentas como aplicativo, podcast, games, além do Portal do Aluno, onde o estudante encontra atividades extras e outros recursos.

Quero fazer

Se interessou? Então visite e conheça o espaço do CNA em Paranaíba na rua Tiradentes 1064, em frente ao educandário Santa Clara e garanta descontos exclusivos. Fone Whatsapp (67) 98190-7875

Publicidade

Deixe o Seu Comentário

Continue Lendo

Cidade

Audiência Pública sobre a implementação do Campus do IFMS em Paranaíba

LUIS VILELA

Publicado

em

A Prefeitura de Paranaíba, juntamente com o Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS), convida toda a comunidade para uma Audiência Pública, com o objetivo de discutir a implementação do Campus de Paranaíba e as propostas de cursos alinhados aos eixos estratégicos identificados pelo IFMS.

A Audiência acontecerá dia 11 de junho, às 19h, no Auditório da ACIP, localizada na Rua Barão do Rio Branco, nº 1477.

Na oportunidade o Instituto será apresentado e serão definidos os cursos de interesse da comunidade, alinhados aos eixos estratégicos do IFMS. A participação da comunidade é fundamental para assegurar que o novo campus atenda às expectativas e necessidades locais, promovendo o desenvolvimento educacional e econômico da região.

Sua presença e contribuição são essenciais para o sucesso deste projeto!

Publicidade

DECOM

Heloiza Colodetti

Deixe o Seu Comentário

Continue Lendo

Cidade

Combate ao mosquito Aedes aegypti no Alto Tamandaré

LUIS VILELA

Publicado

em

Na última quarta-feira, 29, a Secretaria Municipal de Saúde, por meio da equipe de Controle de Vetores, realizou o último dia de ação prática na Escola Municipal Dona Maria Paula de Oliveira Polo, no distrito Alto Tamandaré. A ação faz parte de uma parceria com as Secretarias de Educação e Meio Ambiente, com o objetivo de sensibilizar as comunidades dos distritos a eliminar o mosquito Aedes aegypti.

Os alunos das turmas do Jardim ao 9º ano, participaram assistindo uma palestra orientativa sobre o descarte correto dos resíduos nas caçambas, ministrada pela equipe da Secretaria do Meio Ambiente e também participaram ativamente das visitas domiciliares com a equipe do Controle de Vetores.

Além disso, a equipe da Saúde orientou as turmas do 4º ao 9º ano sobre a maneira correta em realizar a eliminação dos possíveis criadouros do mosquito Aedes aegypti. Ao final da ação, como forma preventiva, foi realizado o bloqueio químico em todo o distrito pelos agentes de combate as Endemias.

Publicidade

Deixe o Seu Comentário

Continue Lendo
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Policial

Cidade2 semanas atrás

Demutran e Polícia Militar realizam Blitz Educativas

O Departamento Municipal de Trânsito (Demutran), através da Coordenadoria Municipal de Educação no Trânsito, em parceria com a Polícia Militar,...

Cidade2 semanas atrás

Operadoras pedem socorro a Riedel após perderem R$ 42 milhões com furtos de fios

POR CAMPO GRANDE NEWS Nos primeiros cinco meses de 2024, as principais operadoras de telecomunicações tiveram um prejuízo de R$...

Cidade2 semanas atrás

Homem é preso enquanto traficava drogas no bairro De Lourdes em Paranaíba

Na tarde dessa segunda-feira (27), policiais militares da equipe de Força Tática do 13º Batalhão realizaram a prisão de um...

Cidade2 meses atrás

Suspeito de atirar em homem em rancho é preso em Paranaíba

Equipe de Força Tática da Polícia Militar de Paranaíba prende suspeito de ser o autor de homicídio ocorrido no último...

Cidade2 meses atrás

Homem de 24 anos é preso por estuprar a enteada de 8, em Paranaíba

Na manhã desta terça-feira, 16/04, por volta das 10h, uma mulher de 26 anos acionou a Polícia Militar dizendo que...

Cidade2 meses atrás

Homem é morto a tiros em Paranaíba após discussão em rancho

Um homem identificado como Leandro Francisco de Freitas, de 33 anos, foi assassinado a tiros na noite de ontem  (14),...

Cidade3 meses atrás

Advogado de paranaibense preso em Fernandópolis (SP) emite nota à imprensa

O advogado doutor Waldir Chaves de Freitas Neto, representante do paranaibense Acadêmico de Medicina Veterinária da Universidade Brasil de Fernandópolis...

Cidade3 meses atrás

Universitário é preso por tráfico de drogas em Fernandópolis

PORTAL CIDADÃO NET (FERNANDÓPOLIS) Um jovem de 22 anos, da classe alta, estudante de medicina veterinária, foi preso por tráfico...

Cidade3 meses atrás

Vizinhos se agridem com facadas e enxadada no centro de Paranaíba

Na tarde de ontem (21), dois vizinhos, sendo um homem e uma mulher, se desentenderam na rua Gerônimo Batista Grande,...

Cidade3 meses atrás

Descarga elétrica em celular na tomada tira vida de paranaibense em Água Clara (MS)

Leonardo Moreira de Paula ,33, morreu na tarde desta quinta-feira (21) em um distrito de Água Clara (MS) após uma...

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas